OFICINA DE DANÇA INCLUSIVA

FAÇA AQUI A INSCRIÇÃO PARA AS OFICINAS GRATUITAS

LOCAL DE REALIZAÇÃO:

CEE 303 de Samambaia, Quadra QS 303 Samambaia Sul

EMENTA:

A proposta do “Dançart’Especial” com a Oficina de Dança Inclusiva, é proporcionar à todos os participantes igualdade de condições para desenvolver seu potencial e criar formas para que ele se sinta integrado. A metodologia é baseada nos estudos de Laban – Dança Educativa Moderna, onde não há padronização de movimentos e o maior enfoque é no potencial de criação dos indivíduos, e de Van Djck adaptado às pessoas com deficiência. Dessa forma, tem-se um modelo contemporâneo em que a dança inclusiva valoriza a participação de todos, aprendendo com suas diferenças e semelhanças.

OBJETIVO:

Os objetivos desta oficina são, por meio da dança, promover a inclusão, o desenvolvimento e ampliação das capacidades físicas (coordenação motora / equilíbrio) e cognitivas das pessoas com deficiência, resgatando sua autoestima, proporcionando momentos de lazer, socialização e melhorando sua qualidade de vida. Além de contribuir para o desenvolvimento da comunicação, das capacidades físicas (em especial a flexibilidade), memória e atenção, refletindo de forma positiva na vida dos participantes.

PÚBLICO ALVO:

Pessoas com Deficiência, sem oportunidades de acessibilidade, promoção social e acesso a cultura e arte.

FAIXA ETÁRIA:

A partir de 5 anos de idade.

PRÉ–REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO:

Ser Pessoa com Deficiência

Nº DE TURMAS:

4(quatro) turmas pela manha, sendo 2(duas) vezes na semana

4(quatro) turmas pela tarde, sendo 2(duas) vezes na semana

4(quatro) turmas aos sábados pela manhã

Nº DE PARTICIPANTES POR TURMA:

Até 25 alunos por turma.

CARGA HORÁRIA:

45 minutos de oficina na semana, podendo escolher até dois horários

METODOLOGIA:

A metodologia é fundamentada no esquema de Rudolf Laban (1978), que apresenta uma prática baseada na realidade do aluno, onde não há padronização de movimentos e o maior enfoque é no potencial de criação dos indivíduos, os quais são reconhecidos como sujeitos do processo pedagógico. Laban, com a Teoria do Movimento, mostrou ser possível qualquer pessoa dançar, desde que suas individualidades sejam respeitadas. Essa metodologia possibilita ao aluno expor seus próprios movimentos, não ficando restrita apenas a forma técnica da dança, reconhecendo a importância da construção do movimento e da participação do aluno (LABAN, 1978).

Os alunos participam de aulas de Dança, atividades Rítmicas e Expressivas no projeto Dançart’Especial.

As aulas são desenvolvidas da seguinte forma: alongamento inicial, movimentação (coreografias trabalhadas juntamente com alunos, buscando trabalhar a criatividade dos mesmos), em determinados momentos eles dançam livremente, alongamento final. As coreografias são baseadas na dança contemporânea que se caracteriza por propor intensas inovações e experimentações coreográficas, que muitas vezes misturam ritmos como o ballet, o jazz e o hip hop. Após o quarto mês de oficina será montado os espetáculos que circularão pelo DF com apresentações dos números.

CERTIFICAÇÃO:

O certificado de participação na oficina será entregue aos alunos que mantiverem freqüência de 70% das aulas.